Artigos

Somos reféns dos meios virtuais

Confesso que ás vezes quando chego ao escritório todos os dias pela manhã, sinto que já estou “atrasado” – Não que eu tenha perdido o horário – mas por que as notícias não param 1 minuto, ou melhor, 1 segundo. A vontade é enorme de entrar nos principais portais de notícias como a Globo.com – Portal EXAME – site Terra e outras mais para ver o que foi “perdido” de informação neste meio período entre o sono noturno e o primeiro bom dia da tia do café.

Fico pensando o que seríamos se não tivéssemos mais a INTERNET como meio de informação. Uma bela ferramenta, na qual possui diversos ‘”programas”  para comunicar-se com o público MUNDIAL.  Vamos pensar juntos: O que é o TWITTER? Eu confesso que fico muito pasmo em pensar que posso saber onde estão, e o que estão fazendo os principais intelectuais, pensadores do marketing, autores, artistas, personalidades com um simples “tweet”. Mas vejo também muita gente que não sabe usar a ferramenta da melhor maneira.

A velocidade que as informações estão tomando, fica praticamente inviável não ter pelo menos um perfil cadastrado nas mídias SOCIAS como: Facebook, Twitter, Linkedin, My Space, Orkut e outros. Já existem programas que gerenciam e nos mostram como andas a sua popularidade no TWITTER! Como pode isso? Quais foram às ferramentas e interfaces criadas para tal? Por mais que esta popularidade não agrega em NADA em sua VIDA, não sei por que vem um instinto de fracasso nas nossas mentes. O que posso fazer para melhorar isso?

Por mais que não queremos admitir. Somos reféns dos meios virtuais

Espera aí que eu preciso dar uma “tweetada”!

Anúncios